16/08/2020 às 20h58min - Atualizada em 18/08/2020 às 08h55min

QUESTÃO DE OPINIÃO - 16 de agosto de 2020

A coluna política do jornalista Fredo Júnior, publicada pelo site O Independente

Fredo Júnior
PANDEMIA 1
De acordo com um estudo divulgado nesta semana pela universidade Imperial College, do Reino Unido, a taxa de transmissão de casos de covid-19 no Brasil chegou a 1,01 em 9 de agosto. Isto significa que cada 100 pessoas infectadas transmite a doença para outras 101 pessoas. Desta forma, o número de infectados continua crescendo. O dado está em queda em relação à semana anterior, mas ainda é preocupante.
 
PANDEMIA 2
O estudo trouxe nesta semana dados sobre 69 países em que a transmissão da doença é considerada ativa. Na semana passada, havia 65 países nesse grupo. As maiores taxas de transmissão foram estimadas para a Palestina, com 1,69, e para Porto Rico e Japão, ambos com 1,55. Já as menores taxas estão na Espanha (0,42), Suécia (0,51) e Egito (0,51). A taxa de 1,01 inclui o Brasil na classificação "estável ou crescendo lentamente".
 
O PEGADOR
Meses depois de afirmar que “a pandemia do novo coronavírus era uma “história da mídia para trancar as pessoas dentro de casa", Jair Renan, filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), positivou para o novo coronavírus. Segundo a jornalista Bela Megale, do Globo, o “04” estaria com sintomas leves. O Palácio do Planalto ainda não se manifestou oficialmente sobre o caso. No início da pandemia no Brasil, no mês de abril, Renan ironizou a Covid-19 em uma live.
 
NO TAPETÃO
O fato é que o “salto” da DRS 10 de Piracicaba da fase 1 (vermelha) para a 3 (amarela) ainda carece de uma explicação plausível, tendo em vista os diferentes números da doença nas cidades que integram a regional. Até este domingo (16), Araras havia registrado 2019 casos e 47 mortes pelo vírus na cidade. Deste total, 1702 pessoas estão recuperadas, 250 em isolamento domiciliar e 20 internadas – 9 na UTI e 11 na Ala Covid. Outras 68 aguardam os resultados dos exames. Nove estão internadas – 1 na UTI e 8 na Ala Covid - e 59 em isolamento domiciliar. A região leste da cidade concentra o maior número de infectados.
 
DISTANCIAMENTO ZERO
Apesar do “salto”, ainda estamos em quarentena. Mas a sensação que se tem é que “liberou geral”. No fim de semana, em toda cidade, boa parte da população transitou sem qualquer tipo de prevenção. Bares e similares, com mesas nas calçadas, lotados de clientes sem máscaras, em demonstrações de absoluto desrespeito à sua própria saúde e a de outras pessoas. Uma irresponsabilidade cuja conta pertence exclusivamente à população. Os donos dos estabelecimentos também precisam fazer a sua parte. Contudo, a impressão que se tem é a de que a Prefeitura encurtou o braço. Ela tem o dever de fazer funcionar os mecanismos de fiscalização. O índice de isolamento social registrado na sexta-feira (14) foi de 38%, e no sábado (15), feriado municipal, 42%.
 
PEDRINHO
Embora não tenha colocado ainda o seu bloco na rua e assumir-se pré-candidato, o ex-prefeito tem se empenhado em articular uma grande coalisão para as próximas eleições. Nas conversas de bastidores, segundo consta, Eliseu tem demonstrado de forma clara a sua intenção de formatar e executar um plano de governo democrático, com a participação direta de aliados. Pedrinho parece ter consciência de que a governabilidade passa pela construção desta frente ampla. Além de seu partido (PSDB), o tucano tem até agora o “sim” das siglas PP, PL, SOLIDARIEDADE, PROS, AVANTE, PSC, PV E REDE, mas segue buscando o apoio de outras siglas.
 
BRAMBILLA
No sábado (15) aconteceu o lançamento da pré-candidatura do ex-prefeito Nélson Dimas Brambilla (PSD), que contou com a presença do ministro e presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab, do empresário e ex-vereador Irineu Maretto, além de prefeitos de seu partido na região. A presença de Kassab no evento teve a clara intenção de mostrar força política. Brambilla tem reconhecida liderança. A prioridade é reverter a condenação em segunda instância, o que ainda neste momento deixa um ponto de interrogação em sua participação no processo eleitoral. Nas últimas semanas, o médico tem demonstrado confiança de que conseguirá êxito e acredita que poderá disputar a eleição. O ex-prefeito também tem dialogado com outras siglas em busca de adesões e apoio para a disputa.
 
FRANCO
Natural candidato à reeleição, o prefeito Júnior Franco (DEM) tem nomeado várias pessoas que até então eram ligadas à Brambilla. Eleito com o apoio de Eliseu, Franco manteve poucos nomes vinculados àquele grupo vencedor da eleição suplementar de 2018. Além do próprio DEM, o prefeito tem em seu arco de alianças o MDB, do vice-prefeito Carleto Denardi e do radialista Marcelo Fachini, além dos partidos PODEMOS, REPUBLICANOS E PSL.
 
EM FAMÍLIA
O advogado e ex-vereador Ricardo Franco é notadamente o principal articulador do prefeito, seu irmão. Foi ele quem promoveu a aproximação com o núcleo político da Igreja do Evangelho Quadrangular. O governo conta hoje com os vereadores Marcelo de Oliveira e Deise Olímpio, além do secretário de Desenvolvimento Econômico, José Carlos Beraldi Filho e a presidente do Saema, a servidora de carreira Marluce Natália de Góes Lima.
 
BONEZINHO
O ex-vereador Mário Corrochel Neto, o Bonezinho (PTB), apesar de ter se lançado como pré-candidato a prefeito na semana passada, tem sido procurado pelos grupos de Pedrinho e Brambilla. Bonezinho disputou o Executivo em 2016 e alcançou 10.826 votos, ficando em terceiro lugar no pleito. Em 2018, na eleição suplementar, o petebista obteve 28.467 votos. Recentemente, o jovem político deixou a Igreja do Evangelho Quadrangular, sua principal base de apoio. A saída foi pacífica. Bonezinho afirma ter gratidão pelo tempo em que esteve vinculado à instituição, na qual deixou muitos amigos. Na opinião deste colunista, Corrochel deixou também um número de simpatizantes e eleitores que tendem a acompanha-lo.
 
BIBO
O professor Aloisio “Bibo” Bozzini (PT) é o pré-candidato a prefeito indicado pela Frente Popular de Esquerda. A sua vice é a psicóloga, escritora e militante social, Adriana ‘Dri’ Dezotti Fernandes (PSOL). As siglas apostam na participação popular para alcançarem seu objetivo. Ambas lançarão candidaturas ao Legislativo. Bozzini já foi candidato a prefeito na cidade de São José do Rio Pardo. A aliança deve seguir adiante, mesmo depois do desconforto causado pelas  declarações da presidente nacional do PT e deputada federal pelo Paraná, Gleise Hoffman, de que o estatuto do partido – que inclui a expulsão - poderia ser utilizado para frear o apoio de petistas à pré-candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) na cidade de São Paulo, em detrimento ao candidato da sigla, Jilmar Tatto.
 
HÉLDER
O ex-secretário municipal de Fazenda do Governo Meneguetti (2001-2004) e ex-servidor público estadual, Hélder Liberato Bovo, que foi o primeiro a assumir-se pré-candidato a prefeito, segue firme em seu propósito de tornar-se uma opção aos eleitores. Filiado ao PRTB do vice-presidente Hamílton Mourão e de Levi Fidélix, o homem do “Aerotrem”, Bovo tem o apoio do PMB e aposta em sua experiência na Administração Pública para mostrar-se diferente dos outros.
 
ARTICULAÇÃO
A Ação Democrática Ararense (ADA), formada pelos partidos PSB, PDT e PCdoB, segue dialogando com alguns pré-candidatos a prefeito que procuraram o grupo em busca de apoio. A ADA considera fundamental um programa de governo que contemple a realidade trazida pela pandemia da covid-19. As três siglas possuem 1 minuto e 19 segundos em tempo de rádio e tv, e em termos eleitorais é algo muito significativo. O grupo entende que tem quadros qualificados para contribuir numa futura gestão.
 
BOM NOME
Os partidos terão chapa de vereadores, e já teriam indicado o nome do empresário e ex-vereador, Dorival Natal Filho, um dos mais antigos filiados do PDT, para uma eventual vaga de vice-prefeito. Natal, para quem não sabe, foi o único vereador da legislatura 1989-1992 a não ingressar com a controversa ação para requerer diferenças em seus vencimentos. No ano passado, O Independente publicou uma matéria sobre o caso.
 
ELITE
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a isenção dos livros beneficia quem poderia pagar mais impostos. A reforma tributária pretendida pelo governo quer acabar com a isenção e taxar o setor em 12%. O “Chicago Boy” declarou que o governo poderia aumentar o valor do Bolsa Família, para compensar o fim da isenção, ou mesmo pensar em um programa de doação de livros. Com um discurso absurdamente elitista, Guedes declarou que “os mais pobres, num primeiro momento, quando fizeram o auxílio emergencial, estavam mais preocupados em sobreviver do que em frequentar as livrarias que nós frequentamos”.
 
RETROCESSO
As mulheres são bem mais competentes que os homens. Isto é um fato. E enquanto parte da sociedade espera que as mulheres ocupem ainda mais os espaços na vida pública, eis que a deputada federal bolsonarista Caroline de Toni (PSL-SC) apresentou na sexta-feira (14) um projeto de lei para acabar com a cota de 30% de vagas destinadas para candidaturas de mulheres nas disputas por mandatos proporcionais. O projeto é uma cópia fiel do texto apresentado no ano passado por sua colega Renata Abreu (Podemos-SP) e chegou a tramitar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), cuja relatora era Bia Kicis (PSL-DF). O projeto foi retirado pela autora após o convencimento da bancada feminina.
 
CONSERVADORISMO
A parlamentar justificou a proposta afirmando que uma pequena parcela das mulheres se interessa pela militância político-partidárias. Já a advogada Cecília Rodrigues, da ONG Elas no Poder, o texto do projeto é incoerente e não apresenta uma razão lógica para ser aprovado. De acordo com dados fornecidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as mulheres representam 44% dos filiados a partidos políticos. No Congresso, elas ocupam 15% das vagas dos 513 deputados. Triste. Ao invés das senhoras parlamentares criarem e promoverem a melhora dos mecanismos de participação feminina, lamentável e propositadamente fazem o contrário.
Link
Fredo Júnior

Fredo Júnior

Aprendiz da vida, editor do site de notícias O Independente, com expertise em Jornalismo, Gestão Pública, EAD e Mediação de Conflitos.

Tags »
Relacionadas »
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.