17/01/2022 às 20h32min - Atualizada em 17/01/2022 às 20h21min

O NEGACIONISMO ASSASSINO

"Quando a insanidade ultrapassa a razão, o fracasso é consequência." (Wellington Sanctorum).

Fredo Júnior
Climainfo
Depois de quase dois anos de cuidados e um ciclo vacinal completo, eis que a covid me alcançou.
 
Calma aí...

Tão logo começaram os sintomas, eu coloquei em prática os protocolos de isolamento, tratamento, trabalhando à distância, em casa, e agora, de volta à vida normal (se é possível afirmar que ainda existe normalidade).
 
Nesses dias de "descanso"  forçado, pensar é uma das boas coisas a fazer. Tempo para refletir, reavaliar caminhos, trabalhar remotamente, voltar às canções, ler um bom livro, retomar os estudos e alguns projetos adiados.
 
E nas minhas divagações, inevitavelmente lembrei-me do começo dessa loucura toda.

Foi assustador.
 
Até então, o coronavírus era um inimigo desconhecido, mas ainda continua invisível e mortal.
 
Milhões de vidas foram perdidas. 
 
Alguns queridos de caminhada foram derrotados pela doença e acompanhei a luta de outros pela vida.
 
Tive medo.
 
E ainda tenho.
 
Honestamente, achei que tivesse sido visitado pelas rinossinusite e faringite crônicas, como acontece uma vez por ano.
 
Estava enganado.
 
Os sintomas são bem parecidos e lembram até mesmo uma forte gripe.
 
Porém, eu nunca havia passado por uma crise deste tamanho.
 
Portador de comorbidades, minha pressão alta e sobrepeso já me deixavam em risco. 

Claramente tratou-se de algo nunca antes enfrentado.

Mas senti que o meu corpo estava preparado para esse combate.
 
Restou a certeza de que se não tivesse sido devidamente vacinado com as 3 doses indicadas, eu não estaria escrevendo este texto.
 
A vacina não é garantia de que não sejamos infectados.
 
Vacinar não é apenas um ato de proteção individual.
 
Trata-se de uma ação de saúde pública e proteçao coletiva, pois a imunização restringe a chance de contaminação e os casos graves.

Mas também é uma atitude de empatia e respeito.
 
Em outras palavras, a vacina diminui drasticamente o número de pacientes nos leitos de UTIs.
 
Sem ela, eu certamente estaria ocupando um deles.
 
Penso nos que partiram e não tiveram a mesma oportunidade que eu. 

Muitos a desejavam.

Outros a negaram.
 
E esta maldita negação instalada no país causou sofrimento, dor e ausência.
 
Portanto, em nome do seu "mais sagrado", não tenha medo de vacinar-se.
 
Descarte o fundamentalismo negacionista espalhado irresponsavelmente por quem deveria defender a vida e promove um espetáculo deprimente a favor da morte.
 
A ciência salva vidas.

Use máscara.

Abuse do álcool em gel.
 
O que devem ser combatidos são a ignorância e a insanidade do negacionismo assassino.

Com vacina, coragem e esperança, até que seja definitivamente erradicado. 

 
Link
Fredo Júnior

Fredo Júnior

Caçador de mim...

Tags »
Leia Também »

Quantas doses da vacina contra a covid-19 (coronavírus) você tomou?

0%
44.4%
55.6%
0%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.