27/09/2020 às 09h49min - Atualizada em 27/09/2020 às 09h47min

VIAJAR SOZINHA... POR QUE NÃO?

Michele Rocha
Queridas leitoras, esta semana gostaria de compartilhar com vocês, uma rica experiência que tive viajando pela segunda vez sozinha.
 
Em tempos de pandemia, foi necessário me planejar muito bem, principalmente nas questões relacionadas a escolha do lugar e roteiros de passeio.
 
Um hotel fazenda me pareceu uma boa pedida: local mais tranquilo, isolado da cidade e com bastante verde, ou seja, um ambiente para descansar e não ficar exposta a aglomerações desnecessárias.
 
Vocês já tiveram essa experiência? Se ainda existe algum receio, vou escrever aqui a respeito da oportunidade incrível que vocês estão perdendo, rs!
 
Primeiramente é importante que vocês saibam lidar com as expressões de espanto das pessoas, quando você conta que já tem tudo planejado e não precisou de ninguém para isso... hahahaha!.
 
As pessoas associam viajar sozinha com sentimento de solidão ou fuga, compreendem? E se vocês são do tipo que se importam com a opinião alheia, podem estar deixando de vivenciar histórias únicas na vida.
 
Estando em uma cidade diferente da sua, é maravilhosa a sensação de se sentir livre para escolher seus próprios passeios, estabelecer sua rotina e horários, conhecer pessoas e lugares novos. Assim, o que vocês menos sentirão e acreditem em mim, é solidão.
 
Imagine o prazer de sentar ao lado da piscina ao entardecer, aproveitando sua bebida, ouvindo o barulho dos pássaros e do vento tocando as folhas da arvores? Muito poético e calmo demais? Tranquilizem-se, pois em condições normais, vocês podem aproveitar a noite para sair e conhecer barzinhos da região. Tomando os devidos cuidados, são nesses momentos que surgem ocasiões de conhecer gente bacana e livre como você. A ideia é se permitir!
 
Tanto em experimentar novos pratos, se aventurar nos pontos turísticos da cidade, tentar ser o mais descolada possível e fazer amizades, saber pedir ajuda quando precisar, seja para obter informações ou localização, ou quando acontecer um imprevisto com seu carro, por exemplo.
 
Além de estar hospedada em um lugar lindo e aconchegante, desfrutei da companhia simpática de um casal de idosos que me acompanhavam no café da manhã todos os dias. É muito gostoso compartilhar histórias com pessoas assim, você aprende tanto! Procurei conversar também com os funcionários do hotel e elogiá-los pelo seu trabalho e hospitalidade.
 
Dentre os atrativos do hotel que fiquei, estava uma linda cachoeira, espaço para trilha, um belo jardim para ler um bom livro, piscina para relaxar e o quarto com aquele colchão a roupa de cama muito confortáveis.
 
Pode parecer apenas um detalhe, mas como você irá dormir sozinha aproveite a ocasião para ter uma excelente noite de sono. Experimente tomar uma taça de vinho antes de ir para a cama, que sensação de liberdade boa!
 
Ao se prepararem para retornar, não deixem de passar pelo centro da cidade. Na ocasião em que viajei, o centro comercial já estava funcionando e nós sempre queremos trazer algo especial para a casa, não é mesmo? Artesanato, roupinhas, guloseimas, até para presentear sua família ou amigos especiais.
E algo muito importante na volta também: mantenham um espirito de gratidão por tudo que vivenciaram, se despeçam com alegria do lugar e das pessoas.
 
Ah... e lembrem-se de colocar aquela trilha sonora que vocês mais gostam no carro para regressar ao saudoso lar. Vocês se sentirão renovadas e prontas para retomarem a rotina.
Link
Michele Rocha

Michele Rocha

Michele Rocha é professora de História, coordenadora pedagógica no ensino público e mestre em Empreendedorismo.

Tags »
Relacionadas »

Você é favorável à reabertura do comércio em Araras?

32.6%
65.7%
1.7%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.