18/10/2019 às 16h55min - Atualizada em 18/10/2019 às 16h55min

LADRÕES INVADEM A SEDE DA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA E GUARDA MUNICIPAL DE ARARAS

Marginais levaram um computador e objetos pessoais que estavam na sala do secretário da pasta. Um inquérito foi aberto para investigar o caso

- Da redação
Prefeitura de Araras
No sábado (12), feriado nacional, a sede da secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil de Araras foi invadida por marginais.
 
A ação ocorreu no início da noite e o assunto vinha sendo tratado em absoluto sigilo dentro da secretaria. O Independente havia recebido a informação durante a semana, e fez um cuidadoso trabalho de checagem junto aos órgãos públicos envolvidos.
 
De acordo com o registro no Boletim de Ocorrência, o arrombamento aconteceu na parte dos fundos do imóvel, que ocupa as antigas instalações da extinta Ibrasol, no Jardim Fátima. Os marginais furtaram um computador e alguns objetos pessoais que estavam na sala do secretário de Segurança Pública e Defesa Civil, Wanderleim Geraldo Júnior.
 
A principal dúvida é como teria sido possível os bandidos invadirem as dependências da repartição que é o coração da segurança pública da cidade. Uma informação preliminar apontou que o guarda municipal incumbido pela ronda no local teria sido deslocado naquele dia para reforçar o patrulhamento de rua, em razão dos vários eventos que aconteceram no sábado.
 
À reportagem de O Independente, o secretário da pasta confirmou o remanejamento do servidor. “De fato isto ocorreu. O inspetor do turno entendeu que a intervenção era necessária por causa dos vários eventos que estavam acontecendo pela cidade. É óbvio que ninguém imaginaria que os bandidos pudessem ter tamanha ousadia e invadissem a nossa sede”, declarou o gestor, que confirmou a abertura de um inquérito na Polícia Civil para investigar o caso.
 
O episódio não teria causado um certo mal-estar apenas na corporação da Guarda Municipal, que se sentiu afrontada dentro de sua própria casa. Uma fonte ligada ao governo disse à reportagem que o prefeito Júnior Franco teria tomado conhecimento dos fatos por Wanderleim apenas dois dias depois do ocorrido.
 
Questionado pela reportagem, o secretário contestou esta informação, afirmando que “logo depois da ocorrência, o prefeito foi devidamente inteirado sobre o assunto", finalizou.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Cadastre-se para receber as notícias pelo Whatsapp
Fale com O Independente
Obrigado pelo contato. Retornaremos em breve.