07/05/2020 às 21h01min - Atualizada em 07/05/2020 às 22h14min

PLANO DE FLEXIBILIZAÇÃO DO COMÉRCIO É FINALIZADO E PREFEITURA AGUARDA POSIÇÃO DO ESTADO

Governador João Dória afirmou que um dos critérios para o relaxamento da quarentena seria a adesão mínima de 50% da população das cidades ao isolamento social; Araras ocupa a 26ª colocação no ranking com 46%

- Da redação
Com informações da Secom/PMA e do Uol.
Secom / PMA
O prefeito de Araras, Junior Franco (DEM) finalizou nesta quinta-feira (7) o Plano de Flexibilização do Isolamento Social em Araras, com previsão de início a partir do dia 11 de maio.
 
O plano envolve a volta gradual de alguns segmentos do comércio que atualmente não fazem parte dos classificados como essenciais pelo Governo Estadual, nesta época de pandemia do novo coronavírus (covid-19).
 
A proposta prevê restrições de higiene e ações específicas para evitar aglomerações nos estabelecimentos. A estratégia adotada é dividir por fases quinzenais a flexibilização das restrições no comércio e em outros segmentos. O retorno do atendimento de alguns serviços públicos está previsto neste plano.
 
Num primeiro momento, a partir do dia 11 de maio, a Prefeitura liberaria o funcionamento de vários segmentos, com foco no atendimento individual ou de pequenos grupos de clientes.
 
Num segundo momento, após analisar o índice de aglomeração na primeira fase e também dados estatísticos sobre a covid-19 no município, a Prefeitura liberaria outros segmentos produtivos e permitiria o aumento do número de clientes nos estabelecimentos liberados na primeira fase.
 
A implementação da terceira fase também dependeria da análise do índice de aglomeração das fases anteriores e avaliação da estrutura de atendimento médico e dos índices de contágio pelo vírus na cidade.
 
Essa flexibilização só será possível com rígidas medidas protetivas, sob responsabilidade de cada segmento e também da população, como o uso obrigatório de máscaras em todos os estabelecimentos e locais de trabalho, uso do álcool em gel, estrutura para evitar aglomeração, escalonamento de funcionários e turnos, protocolos de higienização de ambientes e produtos, dentre outras.
 
Entretanto, a implantação a partir de 11 de maio dependerá da eventual liberação por parte do Governo Estadual, que programa para esta sexta-feira (8) o anúncio de novas medidas preventivas em todo o Estado de São Paulo, com base no índice de isolamento social em cada município. 
 
Nesta semana, o governador João Doria (PSDB) afirmou que um dos critérios para que o estado autorize o relaxamento da quarentena será a adesão de ao menos 50% da população da cidade ao distanciamento social.
 
Esse indicador é medido pelas antenas de celular que apontam a proporção de usuários que passou o dia no mesmo local em que dormiu (o que o sistema interpreta como a casa do cidadão).
 
De acordo com a matéria publicada pelo Uol nesta quinta-feira (7),  apenas 38 cidades atingiram o critério estipulado por Doria. A relação de municípios com adesão à quarentena abaixo do mínimo exigido inclui polos regionais importantes como Sorocaba (44%), Campinas (45%) e Santos (46%). Araras ocupa a 26ª colocação no ranking de isolamento social, com 46%
 
Três municípios sequer alcançaram 40% de isolamento social: São José do Rio Preto (39%); Araçatuba (39%) e Limeira (38%). Foi depois de ler a lista dos piores resultados de adesão à quarentena que o governador declarou, na segunda, que não vai afrouxar as regras para cidades que não atingirem metade de distanciamento social.
 
Se o governador mantiver a sua decisão, Araras não poderá flexibilizar a reabertura de suas atividades. A lista final e os critérios serão anunciados amanhã em entrevista coletiva. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é favorável à reabertura do comércio em Araras?

31.7%
66.8%
1.5%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.