31/07/2019 às 10h30min - Atualizada em 31/07/2019 às 10h30min

EMPRESA CONTROLADORA DA DURAFERRO ENTRA COM PEDIDO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Grupo Bardella informou que o total de débitos no pedido soma R$ 387 milhões. Empresa culpa a deterioração da economia brasileira a partir de 2014, agravada pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff e a Operação Lava-Jato, que atingiu os negócios da Petrobras

- Da Redação
Com informações do jornal Valor
Linkedin
A Bardella S.A. Indústrias Mecânicas, controladora da ararense Duraferro Indústria e Comércio e de mais duas empresas -  Barefame Instalações Industriais e Bardella Administradora de Bens e Empresas - requereu a sua recuperação judicial na última segunda-feira (29).
 
No pedido de recuperação judicial ajuizado na 9ª Vara Cível de Guarulhos, na segunda-feira (29), a Bardella responsabiliza a economia brasileira a partir de 2014 como principal razão para piora da situação financeira da companhia. A peça solicita a recuperação judicial da companhia e de suas três controladas, e destaca que a indústria brasileira, principalmente de infraestrutura, entrou em “uma crise sem precedentes na história do país”, afetadas pela piora da economia e a Operação Lava-Jato, que atingiu os negócios da Petrobras.
 
“O Grupo Bardella, que possuía diversos contratos direta ou indiretamente com a Petrobras, viu sua receita e carteira reduzir-se substancialmente”, aponta o documento. Também nesse movimento, a indústria, diz a petição, se viu afetada pela queda na oferta de crédito e aumento dos custos. “Em 2015 e 2016 a crise brasileira se aprofundou em razão do, em consequência, já em 2015, o setor de bens de capital teve um retrocesso de 25,1% e o de equipamentos para construção teve queda recorde de 57,8%”, aponta a petição.
 
A empresa divulgou uma nota pública, assinada pelo Diretor de Relações com o Mercado, José Roberto Mendes da Silva.
 
“A Companhia, apesar de seus esforços em conjunto com fornecedores, entidades financeiras, empregados e ex-empregados, vem sendo alvo de pedidos de falência, decisões judiciais de penhora de faturamento e execução de garantias em contratos financeiros, além do fato do mercado de bens de capital ainda não apresentar sinais de recuperação, que colocam em risco a continuidade de suas operações e de suas controladas”, informa um trecho do comunicado.
 
A nota diz ainda que “o objetivo é proteger o grupo neste momento crítico, fazendo com que a Companhia e suas controladas retomem sua estabilidade e, posteriormente, seu crescimento econômico, preservando a continuidade de suas operações e os fornecimentos em curso. O total de débitos do grupo informado no pedido de Recuperação Judicial soma, aproximadamente, R$ 387 milhões.”
 
A recuperação judicial é uma medida que muitas empresas acabam tendo que tomar, com o objetivo de evitar falência. Ele proporciona algumas condições especiais para que a empresa consiga cumprir com suas obrigações e quitar as dívidas. Assim, a empresa deve apresentar um plano de recuperação, com todas as ações que deseja executar para que realmente se recupere.
 
Em sua página no Facebook, o professor e ex-ministro Luiz Carlos Bresser Pereira, amigo pessoal do fundador do Grupo Bardella, Cláudio Bardella comentou o crise na empresa. ”Esta é uma notícia triste que confirma o crime que os governos brasileiros vêm praticando contra os empresários brasileiros da indústria e suas empresas com suas políticas econômicas equivocadas”, escreveu Bresser.
 
A Duraferro é uma das empresas mais tradicionais de Araras. Atualmente emprega diretamente 150 funcionários. A crise vem de longa data. Em 2018, em troca da manutenção dos postos de trabalho, propôs a troca do plano de saúde integral por um coparticipativo. Há três meses, o convênio com farmácias da cidade para desconto na folha de pagamento também foi cancelado.
 
Procurado pela reportagem de O Independente, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Araras, Deílson Albuquerque Gonçalves (Dico) informou que “o sindicato estava extremamente preocupado com os trabalhadores e que aguardando o agendamento de uma reunião com a diretoria da empresa, o que poderia ocorrer ainda nesta quarta-feira (31)”, declarou o dirigente.

A reportagem também fez contato com um dos advogados da Bartella, mas até o fechamento e publicação desta matéria não obteve retorno.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Quantas doses da vacina contra a covid-19 (coronavírus) você tomou?

0%
50.0%
50.0%
0%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.