09/05/2019 às 21h44min - Atualizada em 09/05/2019 às 21h44min

BOLSONARO SUSPENDE BOLSAS DE MESTRADO E DOUTORADO

Sistema UAB de Educação a Distância também sofreu cortes

- Da redação
Revista Fórum

O Governo Bolsonaro desferiu um novo golpe contra a Educação, Na quarta-feira (8), as bolsas de mestrado e doutorado oferecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) foram suspensas.

As bolsas pertenciam a estudantes que apresentaram seus trabalhos recentemente e, também, seriam destinadas a alunos aprovados em processos seletivos.

Com a medida, novos candidatos ficam impedidos de receberem bolsas, mesmo com a previsão e liberação de verbas para 2019. A Capes informou que a decisão não vai atingir alunos com mestrados e doutorados estão em andamento. Os valores das bolsas são de R$ 1,5 mil para o mestrado e R$ 2,2 mil no doutorado.

No Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, 38 bolsas foram cortadas, sendo 17 de mestrado, 19 de doutorado e duas de pós-doutorado. Elas pertenciam às áreas de botânica, ecologia, fisiologia, genética e zoologia.

Além da suspensão, a Capes ainda prevê redução gradativa da concessão de novas bolsas para todos os cursos que se mantêm com nota 3 no período de dez anos (hoje, 211 programas têm essa pontuação) e suspensão de novas bolsas do programa Idiomas Sem Fronteiras, que vem do Ciência sem Fronteiras.

Contudo, o achaque governista não se restringiu apenas aos estudantes. Professores e tutores dos cursos ofertados na modalidade Educação a Distância (EaD) em instituições públicas vinculadas ao sistema UAB (Universidade Aberta do Brasil) também sofreram os efeitos da desastrosa gestão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, com atrasos e suspensão das bolsas acadêmicas.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Quantas doses da vacina contra a covid-19 (coronavírus) você tomou?

0%
44.4%
55.6%
0%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.