23/03/2021 às 18h48min - Atualizada em 23/03/2021 às 18h48min

Se não baixar curva de infecções Araras pode ficar sem medicamento para intubação

Maria Gabriela Córnia
Rádio Clube Ararense
O secretário Municipal de Saúde, Agnaldo Píscopo, afirmou que Araras sofre com o risco de falta de medicamento para manter os pacientes intubados, assim como ocorre iminentemente em todo o país. A declaração foi feita durante entrevista a Rádio Clube Ararense comandada pelo radialista Marcelo Franchozza hoje, dia 23.

De acordo com o médico, a cidade tem oxigênio reserva para alguns dias e medicamentos para mais 10 dias. “Se não baixar a curva vai faltar medicamentos”, lamentou Piscopo.

Ontem o secretário de Saúde participou de uma live  sobre o tema com representantes do Governo do Estado de São Paulo, que tenta viabilizar  a compra dos medicamentos, bem como oxigênio para garantir a manutenção do tratamento das pessoas entubadas.

A  Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) divulgou na última sexta-feira (19) uma nota técnica sobre situações de falta de produtos necessários para a intubação (tais como anestésicos injetáveis, relaxantes musculares e sedativos) em hospitais e em estoques do Ministério da Saúde e de secretarias de Saúde.

Diante do grande aumento de internações por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) divulgou nesta sexta-feira (19) uma nota técnica sobre situações de falta de produtos necessários para a intubação (tais como anestésicos injetáveis, relaxantes musculares e sedativos) em hospitais e em estoques do Ministério da Saúde e de secretarias de Saúde.

Por outro lado, a reunião de emergência marcada para discutir, no domingo (21), a escassez de medicamentos para intubação de pacientes foi cancelada porque a Anvisa não enviou o email que deveria convocar e confirmar o horário do encontro, segundo representantes da indústria.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Quantas doses da vacina contra a covid-19 (coronavírus) você tomou?

0%
44.4%
55.6%
0%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.