08/03/2021 às 16h54min - Atualizada em 08/03/2021 às 16h54min

Dia da Mulher: elas estão "dominando" a política ararense

Maria Gabriela Córnia
Câmara de Araras
O Dia Internacional da Mulher marca a relevância do empoderamento feminino e a ocupação de espaços até então dominados por homens. Em Araras, pela primeira vez na história, elas são maioria no Poder Legislativo com seis vereadoras eleitas e no Executivo uma mulher no cargo de vice-prefeita da cidade, mas essa conquista não foi fácil, é o resultado de lutas e muito tempo de trabalho.   

O movimento feminista foi cercado de batalhas pela emancipação e diretos iguais, como acesso à educação, escolha da própria profissão, direito de votar e, só depois de muito tempo, de candidatar-se a cargos políticos.

Cabe ressaltar que há apenas 89 anos as mulheres podem votar, foi a partir de 1932, que o Código Eleitoral passou a assegurar esse direito, porém era concedido apenas a mulheres casadas, com autorização dos maridos, e para viúvas com renda própria. Essas limitações deixaram de existir apenas em 1934, quando passou a ser previsto na Constituição Federal.
 
Mulheres no poder
Atualmente não cabe mais as mulheres apenas o papel de cuidar da casa e dos filhos, ampliou-se significativamente seu protagonismo na sociedade. Entretanto, a discriminação ainda perdura e elas seguem lutando pelos seus direitos.

Em Araras as pioneiras no Legislativo foram Mara Iliane Figueiredo, na época pelo PMDB, e Silvia Garcia Simões Zuntini, pelo PTB. As duas foram eleitas para o mandato da 9ª Legislatura, entre os anos de 1983 a 1989.

No poder Legislativo hoje atuam seis vereadoras: Ana Júlia Casagrande (PSDB), Deise Aparecida Olimpio de Oliveira (DEM), Elaine Brambilla (PSD), Miriam Vanessa Pires (PSD), Missionária Maria (DEM) e Regina Noêmia Geromel Corochel (PTB). Já no Executivo temos a vice-prefeita Anete Monteiro Casagrande (PSDB).

Em suas redes sociais a vice-prefeita afirmou que o momento atual não é propício para celebrações, mas não poderia deixar de parabenizar a todas por este dia 8 de março. “Como a primeira vice-prefeita da história de Araras, me sinto privilegiada em poder representar toda a nossa força e a nossa luta, conquistando cada vez mais espaço e voz em todos os setores da sociedade”.

Já a sua filha, veadora Ana Júlia Casagrande, ressalta o orgulho de ser a mulher mais jovem da história do Legislativo ararense e também por ter maioria feminina na Casa de Leis. “Isso simboliza a nossa força e mostra que temos capacidade para ocupar os espaços dentro e fora da política. Lugar de mulher é onde ela quiser, e em meu mandato trabalharei sempre por políticas públicas para garantir os direitos das mulheres. Não há lugar para o machismo nos dias atuais”.

Outra conquista para as mulheres que vale a pena ser ressaltada este ano é a da vereadora Deis Olímpio, que trabalhou na articulação com um colega e conseguiu uma emenda parlamentar de R$ 200 mil para a Secretaria de Ação e Inclusão Social do Município, com o intuito de se adquirir todo mobiliário para a recém-inaugurada Casa de Apoio e Acolhimento às Mulheres vítimas de maus tratos e violência doméstica, a Casa Rosa “Nilza Apparecida Fernandes”.
Link
Notícias Relacionadas »

Quantas doses da vacina contra a covid-19 (coronavírus) você tomou?

0%
44.4%
55.6%
0%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.