24/09/2020 às 11h48min - Atualizada em 24/09/2020 às 11h48min

MÍDIA: PÁGINA DE NOTÍCIAS FALA ARARAS É ALTERADA PARA FINS ELEITORAIS E CAUSA POLÊMICA NA CIDADE

Com mais de 7 mil seguidores, página foi alterada para ser utilizada por pré-candidato a vereador; postagens foram impulsionadas, o que é proibido por lei

- Da redação
Thiago Vieira, Facebook.
Os bastidores da mídia local e alternativa de Araras foram agitados no último final de semana.
 
 A página de notícias Fala Araras, no Facebook teria sido apropriada indevidamente e alterada para fins polítco-eleitorais.
 
 A denúncia foi apresentada por Thiago Luiz Dias Vieira, administrador da página de notícias desde 2.015. O episódio foi registrado através de um Boletim de Ocorrência e também oficializado ao cartório eleitoral de Araras.  
 
 De acordo com Vieira, na última sexta-feira (18), a página sofreu um ataque de maneira indevida, e seus administradores e membros foram destituídos e removidos da mesma.
 
 Ainda segundo o jornalista, a página – que tinha mais de 7 mil seguidores - foi alterada para ser utilizada com fins eleitorais pelo pré-candidato a vereador Edivaldo Silva. Vieira relatou ainda o impulsionamento pago de postagens dentro da página, o que não é permitido pela lei eleitoral nº 9.504/97.
 
 Na manhã desta quinta-feira (24), Thiago publicou um texto em seu perfil pessoal no Facebook comentando o caso. “Peço desculpas aos membros da página Fala Araras, que vinha contando com futuros jornalistas e se modificando para melhor atender a população ararense com informação imparcial e diversificada. Queremos que a justiça seja feita e a página seja entregue novamente.
 
Procurado pela reportagem na terça-feira (22), Edivaldo Silva deu a sua versão dos fatos. “A respeito da Página em meu nome, que se trata da antiga página Fala Araras, venho lhe dizer que essa página não é de minha responsabilidade. Essa página pertence ao e-mail e o Facebook próprio de Marcos Silva, um amigo que está colaborando de diferentes formas de trabalho. Em conversa com o Marcos, o mesmo disse que é o responsável geral pela página, que apenas adicionou Thiago Vieira e seus aliados para colaborar com a página, porém a página é dele”, explicou.
 
Edivaldo comentou ainda achar deselegante usar a página para a sua campanha política e informou que havia solicitado ao verdadeiro dona da página, a retirada das postagens e a exclusão da página.
 
O Independente conversou com Marcos Silva na manhã desta quinta-feira (24). Por telefone, ele afirmou ser de fato o proprietário e administrador principal da página. Segundo Silva, a mesma teria sido utilizada nos últimos anos como Fala Araras, mas reiterou ter o seu domínio. Desta forma resolveu colaborar com Edivaldo alterando a mesma para uma página de pré-campanha. Quanto ao impulsionamento das postagens, Marcos declarou desconhecer a proibição.
 
Ontem (23), Edivaldo Silva publicou um vídeo nas redes sociais renunciando a sua pré-candidatura a vereança. Silva atribuiu a sua desistência a “ataques infundados, inverdades e fake news criadas por pessoa que nunca esteve em Araras”. Ele se refere a Júlio César Sá Ferreira Filho. O ex-candidato declarou existirem pessoas que tem interesse em disputar o cargo de vereador.
 
Júlio César Sá Ferreira Filho é na verdade Giulio Ferrari, jornalista investigativo da TV Chega da Abuso, que denunciou os casos de abusos cometidos na Igreja Católica e que estão sendo investigados, inclusive envolvendo padres na cidade de Araras, bem como o escândalo envolvendo o médium João de Deus. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é favorável à reabertura do comércio em Araras?

32.6%
65.7%
1.7%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.