16/03/2019 às 11h01min - Atualizada em 16/03/2019 às 11h01min

O BRASIL TEM JEITO?

Vejo nos noticiários a evolução de outros países no campo da tecnologia para cidades sustentáveis, me pergunto: Por quê nossos líderes políticos não se preocupam com o futuro da nação brasileira?

Assisto de longe a China, a França e o Japão avançando passo-a-passo no futuro de carros elétricos em que até o ano de 2040 não haverá mais motores de combustão.  Suas cidades com menos barulho, menos poluição, menos resíduos na atmosfera, menos consequência para o aquecimento climático, menos doenças respiratórias, daí concluo que com menos doenças pra o governo se preocupar, sobra mais dinheiro para investir em educação, moradia, transporte público, cultura, segurança, industrias etc. Enquanto isso no Brasil não chegamos se quer a uma decisão sensata sobre o preço da gasolina, do botijão de gás, da cesta básica, das alternativas em energia ou que tipo de democracia queremos.

Padecemos de dinâmica na gestão pública e suas complexas engrenagens na coevoluçao da economia, no desenvolvimento social e na preservação do meio ambiente. Vejo um Brasil velho e cansado. Vejo lideres carcomidos e modelos tradicionais que não interessam mais ao povo, a não ser a quem sobrevivem deles. 

A sociedade brasileira está na UTI e pior, no SUS. Pouca ou nenhuma qualidade dos serviços básicos oferecidos à população, do transporte à rede de internet, telefonia... nada funciona como deveria. É uma briga sem fim entre o servidor e o consumidor. Hospitais e Unidades de atendimento sem estrutura, escolas sofrendo com falta de carteiras, professores desvalorizados, alunos sem disciplina, burocracia publica, empresas fechando, desemprego, empreendedorismo sem estímulo, baixa qualidade técnica dos profissionais que são despejados aos montes pelas industrias da educação fácil, transporte urbano indigno, saneamento básico, higiene, segurança pública, corrupção Ufa! Tudo tão sem perspectiva!  Que situação!

Um orientando me perguntou: professor será que o Brasil tem jeito? - Enquanto governos populistas com seus projetos ditatoriais, escondidos sobre o manto democrático, disfarçando de programa sociais suas esmolas e a maioria do povo aceitar, penso que não teremos qualquer saída que seja positiva. Porém, se acordarmos da inercia crítica e nos conscientizarmos de que os vigaristas camuflados de políticos roubam nossa capacidade de pensar, criar e empreender – aí teremos uma chance. - Respondi!

O rapaz continuou:  - e, professor, exatamente onde isso nos levaria se tivéssemos essa chance.  Como essa chance se realiza?  - O único mecanismo para remover o velho no sistema político e restaurar o caminho para novos pensamentos, é o seu voto. Sem controvérsia, somente por meio do voto, que deixaremos para trás governos que manipulam a pobreza e corrompem os incautos. Precisamos de renovação de nossas lideranças seja na política seja nas empresas. Lideres que tenham visão sistêmica e de futuro, que consigam levar a sociedade para um patamar maior e merecido. O Brasil necessita de ruptura dos velhos paradigmas sociais e organizacionais. Temos tudo que precisamos para ter um desenvolvimento econômico, social e ambiental que seja qualificado para as gerações futuras.  Sabemos transformar energia solar em combustível líquido. Temos conhecimento, temos capital natural, social e intelectual a nossa disposição. Só nos falta REPRESENTATIVIDADE!  Nosso país tem vastas terras agriculturáveis, água em abundância, clima propicio, falta o empenho e a inteligência de nossos representantes projetar cidades para pessoas, não para automóveis.... O país exige ações planejadas em conjunto com a sociedade, mais diálogo, mais engajamento, mais canais de participação, mais conhecimento para que as propostas não sejam apenas de um, mas de muitos.  Precisamos de líderes visionários que pense na população que envelhece, no jovem que precisa trabalhar, na formação de nossos profissionais e na valorização de nossos pesquisadores... precisamos de estratégias capazes de moldar o futuro e mudar o país e seu povo para um novo status de cidadania plena. Terminei.

Com essa história entre um professor e seu aluno, conclamo a todos e todas dar um basta no atraso do Brasil frente a outras comunidades internacionais. Vamos torcer de maneira positiva para o novo Presidente caminhar pelos caminhos do bem e valorizar nosso país, nossos filhos, nossas famílias, nossa gente.

Deixo aqui uma mensagem de ânimo e dizer que lutar pela melhoria da sociedade brasileira não se faz somente em épocas de eleição, mas em todo tempo em todo lugar.

Peço a Deus que nos dê forças e humildade para aprender olhar o passado e conduzir o futuro.

Link
Cláudio Andrade

Cláudio Andrade

Mestre em Relações Públicas e Propaganda , pós-graduado em comunicação empresarial e consultor especialista em sustentabilidade .

Relacionadas »
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.