18/08/2020 às 18h04min - Atualizada em 18/08/2020 às 18h04min

CORONAVÍRUS: ARARAS CHEGA A 48 MORTES

Um dos maiores problemas enfrentados tem sido o desrespeito às medidas de proteção e fiscalização não tem sido eficiente na cidade

- Da redação
Com informações da Secom/PMA e do SIMI-SP.
SECOM/PMA.
Na tarde desta terça-feira (18), a Vigilância Epidemiológica de Araras confirmou mais duas mortes em decorrência da covid-19.
 
Com isso, a cidade somou até a 48 óbitos relacionados à doença, registrados desde o início da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), em março desde ano. Os dois pacientes – um homem e uma mulher – estavam internados e eram idosos.
 
O boletim divulgado aponta 2.068 casos na cidade. Deste total, 1755 pessoas estão recuperadas, 244 em isolamento domiciliar e 21 internadas – 8 na UTI e 13 na Ala Covid, somando dados da Santa Casa de Misericórdia e do Hospital Unimed.  
 
Outras 49 aguardam os resultados dos exames. Nove estão internadas – 2 na UTI e 7 na Ala Covid - e 40 em isolamento domiciliar. Até o final de semana passado, a região leste da cidade concentrava o maior número de infectados.
 
Na semana passada, Araras, que pertence à DRS 10 de Piracicaba, “saltou” da fase 1 (vermelha) para a 3 (amarela) no Plano São Paulo de retomada econômica. Os critérios para o cálculo das fases levam em conta dois fatores.
 
O primeiro é a capacidade do sistema de saúde, com o monitoramento do número de leitos UTI/Covid para cada 100 mil habitantes e a taxa de ocupação desses leitos. O segundo critério é a evolução da pandemia, que calcula os números de casos, internações e óbitos.
 
Um dos maiores problemas em Araras tem sido o desrespeito às medidas de proteção, como a utilização de máscaras. Além disso, a cidade continua com os níveis de adesão ao isolamento social baixos.
 
Na sexta-feira (14), o Serviço de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) registrou uma taxa de 38%. No sábado (15), feriado municipal, 42%. Já no domingo (16), alcançamos 48%, e na segunda-feira (17), 40%.
 
Depois da mudança de fase, os bares e similares em toda cidade estiveram lotados, com mesas nas ruas e muitas pessoas sem qualquer tipo de proteção. A sensação é a de que “liberou geral”.
 
Ainda na sexta-feira, o prefeito Júnior Franco (DEM) publicou o Decreto Nº. 6.728, permitindo a reabertura das igrejas e templos religiosos, com um protocolo de medidas de prevenção e controle da disseminação à doença.
 
A dúvida que permeia a cabeça dos ararenses é sobre quem irá fiscalizar tudo isso. Porque a própria Prefeitura não tem conseguido fazer seus mecanismos de fiscalização executarem esse trabalho de forma eficiente.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »

Você é favorável à reabertura do comércio em Araras?

32.6%
65.7%
1.7%
FALE COM O INDEPENDENTE
Seja Bem-Vindo(a)!
Através deste canal você pode entrar em contato conosco, sugerir pautas, fazer reclamações, falar em nosso departamento comercial ou cadastrar-se para receber as notícias pelo Whatsapp.