22/03/2020 às 20h06min - Atualizada em 22/03/2020 às 20h06min

CORONAVÍRUS: HOMEM É INTERNADO NA SANTA CASA DE ARARAS, MAS O CASO AINDA É TRATADO COMO SUSPEITO

Uma publicação irresponsável nas redes sociais na noite de sábado (20) deu como certo o diagnóstico de infecção pelo covid-19

- Da redação
PFarma
A onda de “fake news” parece não encontrar limites.
 
Na noite de sábado (20), uma publicação nas redes socias apontou que a cidade havia registrado o seu primeiro caso de infecção por coronavírus (covid-19).
 
A informação repercutiu como sendo verdadeira, tendo sido  compartlhada centenas de vezes, causando ainda mais medo e insegurança na população. Uma prova cabal de que é preciso agir com responsabilidade ao divulgar algo que deveria ser minimamente checado.
 
De fato, um homem de 56 anos, morador da zona leste deu entrada no hospital São Luiz com alguns sintomas relacionados ao problema, sendo encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Um vídeo sobre o caso foi gravado pela própria equipe da Santa Casa e posteriormente publicado pelo diretor do Pronto-Socorro, Agnaldo Píspico.
 
Ainda no sábado, O Independente apurou que este paciente havia passado por exames e que apresentava inicialmente um quadro típico de pneumonia bacteriana, que é a mais comum, contraída através de bactérias presentes no nariz, boca, garganta, pele e sistema digestivo, e manifestada por conta da baixa imunidade.
 
O Independente conversou na tarde deste domingo (22) com o médico cardiologista, que já havia sido “contaminado” pelo covid-19 e vítima de vários comentários nas redes sociais.
 
“O paciente em questão tem cardiopatia e apresentou um quadro de pneumonia bilateral (que afeta os dois pulmões). O médico do plantão, além do pneumonologista e eu decidimos pelo atendimento protocolar, que é o padrão para esses casos, independentemente do evento coronavírus”, explicou Píspico.
 
Somente após o resultado dos exames realizados pelo Instituto Adolfo Lutz é que o diagnóstico poderá ser conclusivo.
 
O secretário Municipal de Saúde, Itacil Zurita Filho foi procurado pela reportagem de O Independente e comentou o caso. “O nosso compromisso é com a transparência e a clareza em nossas ações. Temos respeito pelo nosso povo e não iremos omitir quaisquer informações sobre as ações de combate ao coronavírus”, declarou.
 
Zurita disse que se uma pessoa sentir alguns dos sintomas relacionados à doença deve procurar uma das unidades sentinelas instaladas na cidade e também reiterou a importância do isolamento social nesses dias, além de medidas de proteção pessoal.
 
Os principais sintomas do covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus são febre, cansaço e tosse seca. Algumas pessoas têm dores no corpo, coriza, congestão nasal, dor de garganta e diarreia. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), uma em cada seis pessoas apresentam dificuldade para respirar.
 
As sentinelas foram instaladas em tendas montadas na área externa da UPA 24h Elisa Sbrissa Franchozza (José Ometto 2) e do Hospital São Luiz (Centro), das 7h às 17h. A partir de segunda-feira (23) ela funcionarão também nos PSFs Eva Cruz (Narciso Gomes), Vital Pacífico Homem (José Ometto 4), Bento Feres (Jardim Dom Bosco) e Francisco Nicola Cascelli (Parque das Árvores), com atendimento das 7h às 22h.
 
Itacil informou ainda que a Secretaria de Saúde estará ampliando os canais de comunicação e interação com os cidadãos, utilizando outras redes socias como ferramentas, dentre elas, o Instagram para que haja um fluxo constante de informações oficiais, evitando a propagação de “fake news”.
 
O ex-prefeito e médico gastroenterologista, Nélson Dimas Brambilla também publicou um vídeo nas redes sociais corroborando o pedido do colega.
 
“É importante nos mantermos em casa, isolados. Não frequentar bares e restaurantes. Ir ao supermercado o estritamente necessário. Porque nós somos o vetor. Nós carregamos o vírus às vezes sem saber que nós estamos contaminados porque em 80% dos casos ele não se manifesta. Mas gente pode estar tranferindo o vírus e as pessoas se adoecerem, e aquelas que são mais vulneráveis acabarão morrendo”, comentou Brambilla.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Cadastre-se para receber as notícias pelo Whatsapp
Fale com O Independente
Obrigado pelo contato. Retornaremos em breve.